Arte da Grécia

A arte da inteligência

Enquanto a arte egípcia é uma arte ligada ao espírito, a arte grega liga-se à inteligência, pois os seus reis não eram deuses, mas seres inteligentes e justos que se dedicavam ao bem-estar do povo.
A arte grega volta-se para o gozo da vida presente. Contemplando a natureza, o artista se empolga pela vida e tenta, através da arte, exprimir suas manifestações. Na sua constante busca da perfeição, o artista grego cria uma arte de elaboração intelectual em que predominam o ritmo, o equilíbrio, a harmonia ideal.

Os gregos criaram, ao longo de sua história, as mais variadas formas de arte — desde as mais simples, como as moedas, até as verdadeiramente monumentais, como templos, estátuas em tamanho natural e maravilhosos relevos.


Características Gerais:
- racionalismo
- amor pela beleza
- interesse pelo homem,"a medida de todas as coisas”
- democracia.


ARQUITETURA

As estátuas das divindades precisavam ser protegidas contra as intempéries, e assim surgiram os primeiros templos gregos. Os templos mais antigos eram em geral simples construções de madeira e não resistiram ao tempo; mas, a partir do Período Arcaico, a pedra passou a ser utilizada na construção e, embora muito danificados, muitos desses templos chegaram até nós.
A construção do templo visava abrigar as estátuas dos deuses e não acomodar os fiéis. Praticamente todas as cerimônias religiosas eram realizadas ao ar livre, em altares especialmente preparados para cada evento.



Ruinas do Partenon 1024x768 Papel de Parede Wallpaper

Ruínas do Partenon -  provavelmente o mais conhecido de todos os templos gregos da antiguidade. Construído entre 480 e 323 a.C. representa todo o refinamento e estilo da arquitetura de Atenas nesse período. Dedicado  à  deusa  Atenas foi posteriormente transformado em igreja dedicada à Santa Sofia, e mais tarde convertido pelos francos na Catedral de Santa Maria de Atenas. Foi depois transformado em mesquita pelos turcos.

A característica mais evidente dos templos gregos é a simetria. As colunas e entablamento eram construídos segundo os modelos da ordem dórica, jônica e coríntia.

- Ordem Dórica - era simples e maciça. Por sua simplicidade e severidade, empresta uma idéia de solidez e imponência
 
- Ordem Jônica - representava a graça e o feminino.  A ordem dórica traduz a forma do homem e a ordem jônica traduz a forma da mulher.
 
- Ordem Coríntia - Sugere luxo e ostentação.
 
 
 
Principais monumentos da arquitetura grega
 
a) Templos: dos quais o mais importante é o Partenon de Atenas. 
b) Teatros: que eram construídos em lugares abertos (encosta) e que compunham de três partes: a skene ou cena, para os atores; a konistra ou orquestra, para o coro; o koilon ou arquibancada, para os espectadores.
 

Teatro de Epidauro: construído, no séc. IV a.C., ao ar livre, composto por 55 degraus divididos em duas ordens e calculados de acordo com uma inclinação perfeita. Chegava a acomodar cerca de 14.000 espectadores e tornou-se famoso por sua acústica perfeita.

 c) Ginásios: edifícios destinados à cultura física.
 d) Praça: Ágora onde os gregos se reuniam para discutir os mais variados assuntos, entre eles filosofia.
 

ESCULTURA

Essa é uma das áreas mais bem conhecidas da Arte Grega. A estatuária grega representa os mais altos padrões já atingidos pelo homem. O antropomorfismo (esculturas de formas humanas) foi insuperável. As estátuas adquiriram, além do equilíbrio e perfeição das formas, o movimento.

A escultura é dividida em três períodos: 

1) Período Arcaico: os gregos começaram a esculpir em mármores grandes figuras de homens. Primeiramente aparecem esculturas simétricas, em rigorosa posição frontal, com o peso do corpo igualmente distribuído sobre as duas pernas. Esse tipo de estátua é chamado Kouros (palavra grega: homem jovem).
 
2) Período Clássico: passou-se a procurar movimento nas estátuas, para isto, o bronze começou a ser usado, pois era mais resistente do que o mármore, podendo fixar o movimento sem se quebrar. Surge o nu feminino, pois no período arcaico, as figuras de mulher eram esculpidas sempre vestidas.
 
3) Período Helenístico: podemos observar o crescente naturalismo: os seres humanos não eram representados apenas de acordo com a idade e a personalidade, mas também segundo as emoções e o estado de espírito de um momento. O grande desafio e a grande conquista da escultura do período helenístico foi a representação não de uma figura apenas, mas de grupos de figuras que mantivessem a sugestão de mobilidade e fossem bonitos de todos os ângulos que pudessem ser observados.

A Vênus de Milo, uma das mais célebres estátuas de todos os tempos, obra de Alexandros de Antióquia, atualmente no Louvre




PINTURA

A pintura grega encontra-se na arte cerâmica. Os vasos gregos são também conhecidos não só pelo equilíbrio de sua forma, mas também pela harmonia entre o desenho, as cores e o espaço utilizado para a ornamentação. Além de servir para rituais religiosos, esses vasos eram usados para armazenar, entre outras coisas, água, vinho, azeite e mantimentos.
As pinturas dos vasos representavam pessoas em suas atividades diárias e cenas da mitologia grega. O maior pintor de figuras negras foi Exéquias.
 
A pintura grega se divide em três grupos:
 1) figuras negras sobre o fundo vermelho
 2) figuras vermelhas sobre o fundo negro
 3) figuras vermelhas sobre o fundo branco




  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...